Google+ Badge

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Sobre a escola e o quanto está sendo difícil essa fase!

Bom dia meninas!
Me digam, sobre ser mãe, alguém disse que seria fácil?
Não né?! Cada realidade uma, cada bebê um...cada mamãe outra, cada situação também...mas no fundo acaba sendo tudo muito parecido!
Hoje quero falar de maternidade real, aquela que está bem longe de ser igual aos comerciais de tv!
A minha realidade é que infelizmente precisei voltar a trabalhar, e acreditem, isso corta o coração da gente de uma maneira que só de escrever essa frase eu já enchi os olhos de lágrimas, não é fácil não gente, não é nada fácil...toda aquela adaptação na escolinha, enquanto você está em casa é triste, é complicado, mas experimenta voltar de vez a trabalhar, Deus do céu, você pensa que está tudo superado, está tudo ok, mas aí que você se engana, você está longe, e por um período que se estende ao dia inteiro! Dói, dói sair de casa, dói deixá-lo, dói o dia inteiro longe, dói voltar porque é uma dor de saudade e de amor, dói as costas de noites mal dormidas, dói a alma!
Eu não sei de quanto tempo precisarei para me acostumar, hoje na escola entre adaptação e tempo definitivo se vão 20 dias, definitivo são apenas dois dias, quinta e sexta passada, pois foi quando voltei a trabalhar, hoje será o terceiro, e podem acreditar, o Valentim já sentiu, e está fazendo da minha vida uma grande confusão...
Eu definiria essa fase, como se tivesse novamente um RN em casa, mas com algumas diferenças...ele está mais pesado, chora mais alto, tem mais força, tem mais "querer"!
Minhas noites desde quinta não são mais as mesmas e rezo para que isso tudo passe logo.
Valentim está extremamente choroso, na quinta após rotina de banho, tentei dar o mamazinho de sempre pra ele capotar na tetinha, mas ele mamou e não quis saber de dormir, ok, começou a choramingar por eu estar sentada, daí levantei, embalei e ele dormiu, tentei colocar no berço, antes mesmo de colocar ele chorou, peguei, embalei de novo, dormiu, daí sentei um pouco para dar mais um tempo e só depois colocar no berço, quem disse? só de eu sentar ele chorou de novo, acordou e tudo de novo, tentei teta, não quis, recusou, então embalei de novo pela milésima vez e então finalmente consegui deitá-lo, porém na minha cama, marido dormiu no outro quarto, pois a coisa estava tão feia que na posição que ele ficou eu não quis mexer, tamanho o medo de acordá-lo.
Porém esse sono foi de mais ou menos 1h e meia, logo acordou já choramingando, e claro eu estava ali do lado, dei logo tetinha deitada mesmo, chupou um pouco e continuou chorando, levantei para embalar e tudo se repetiu como da primeira vez, só que algumas destas várias o choro era de dor, e em seguida vinha um pum, e eu dei luftal, levamos em média duas horas para conseguir colocar ele a dormir novamente, isso se repetiu por mais algumas outras vezes durante toda a noite...imaginem o meu cansaço! Até porque tem sido assim quinta,sexta,sábado,doimngo...e hj tbm provavelmente.
Bebê dorme o dia todo praticamente e mamãe padece no paraíso kkkk.
Eu li muito sobre isso, estava preparada para noites assim pois são muitas mudanças, são muitas novidades na vidinha deles e junto disso ainda tem a falta que deve estar sentindo de mim que antes ficava o dia todo com ele, com têtas, colinho, carinho e muito amor a disposição!
Passar por tudo isso na prática, é bem diferente.
Eu hoje estou vivendo noites de zumbilândia, mas acreditem, sofro mais por ele do que por mim, pois quantas festas fiz de segunda a segunda né?! A questão é, porque chorar? Ele poderia só acordar e querer brincar, despertar feliz, eu iria sem problemas levantar, brincar, ligar no desenho...mas choro doído é pra matar qualquer mãe!
E então, quem já passou por essa experiência, vem aqui dar um relato, acalmar esse coração de mãe!
Beijo grande!

3 comentários:

  1. Poxa Fe q dó :(
    Já me imaginei quando for minha vez....q Deus abençoe vcs, bjs

    ResponderExcluir
  2. Fê é difícil mesmo. Eu sentia meu coração dilacerado e me faltava o ar de tanta angústia.
    O meu sentimento em relação a escola melhorou com o passar do tempo, mas as consequências com bambino não. Claro que chegou um tempo que ele não sofreu mais em ir para a escola, e ficava lá super bem. Mas em casa ele queria a mãe r ponto.
    É compreensível, pois ele já fez o sacrifício de ficar o dia todo sem você, quando está com você ele não entende porque precisa se sacrificar mais.
    Vocês vão encontrar o caminho, mas se me permite deixo dois conselhors :
    1 - não fique brigando internamente com o fato dele não dormir, chorar, resmungar. Aceite e acolha verdadeiramente, sem maiores questionamentos. Isso porque mesmo não externalizando ele sente e é pior.
    2 - cama compartilhada, pois assim além de você dormir (pela sanidade mental até) ele pode te ter durante a noite, e é isso que ele quer, você

    Boa sorte. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Nossa! Quanto sofrimento!
    Só de pensar em deixar a Bia, meu coração dói.
    Ela vai fazer 8 meses e ainda vivemos uma pela outra. Não quero nem pensar em quando formos nos separar para eu trabalhar. Difícil!
    Espero que vcs superem logo essa fase, e que tudo corra bem.
    Bjus***

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar o meu cantinho, ler e comentar sobre o que tenho a dizer!
Beijos de uma mamãe apaixonada!