Google+ Badge

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

BC -Papeando com "Azamigas" -Quais são ou foram os seus critérios de escolha para o carrinho do bebê?

Dia de BC, vamos lá...
O tema foi escolhido pela Mamma!

Eu sei que para escolher um bom carrinho é preciso levar diversas informações em consideração, inclusive colocarei no final uma lista destas, e esta lista certamente levarei comigo quando for comprar (não necessariamente esta).
Meu sonho de consumo inicial são os carrinhos em alumínio que deite completamente e que seja de acoplar o bebê conforto, não precisa ter o moisés, mas o bebê conforto sim, para se estiver dormindo no carro do papi/mamãe continuar dormindo ao andar sem atrapalhar.
Esse da foto sou apaixonada (Bebé Confort)...porém, até lá talvez tenha que ver outras opções pois esse é meio salgado...kkk
Se encontrar algum que esteja dentro de todas as exigências da mamis aqui, daí tranquilo...vai outro...mas esse ainda é o preferido...

imagem google
Essas são apenas algumas dicas, existem muitas outras!!


Site GNT
Como escolher o carrinho do bebê.



1

Praticidade é o mais importante

O item mais importante na hora de escolher o carrinho de bebê é verificar se ele é prático para o seu cotidiano. "Antes de decidir é preciso saber se ele cabe no porta-malas do carro. É prático para levar numa viagem? Fecha fácil, com uma mão só? Cabe nos lugares por onde você passa, ou é tão gigante que não passa pela porta, ou por um corredor?", questiona a pediatra do Hospital Israelita Albert Einstein Milena de Paulis. Resumindo, o princípio de tudo na hora da compra é a praticidade. Por isso, ande na loja com o carrinho, abra, feche, tenha o tamanho do seu porta-malas em mãos para saber se ele cabe no carro, além de se sentir confortável com o controle, já que cada modelo tem controladores com texturas diferentes.
2

Freios, travas e peças metálicas: confira os itens de segurança

Cinto de segurança é um item obrigatório nos carrinhos de bebê. Preste atenção ao manuseio da ferramenta, já que nem todos os cintos são fáceis de manipular. Freios na roda traseira e travas nas rodas giratórias dianteiras são o ideal, enquanto os protetores para ombro deixam o bebê mais confortáveis.Não esqueça de conferir se a capota tem proteção contra os raios solares, já que não basta ser um tecido para proteger a pele do bebê do sol. Peças metálicas, quando expostas e em contato com o sol, podem causar queimaduras na pele.
3

De acordo com a idade do bebê

Os bebês de até três meses dormem bastante e precisam de um carrinho confortável, de preferência com três ou mais posições reguláveis. "O recém-nascido precisa de uma cadeirinha que reclina quase 180º porque ele não consegue ficar sentado", reforça Milena de Paulis. A partir dessa idade, os carrinhos de passeio podem fazer parte do dia a dia do bebê. Chamados de carrinhos guarda-chuva, eles são menores, mais práticos e leves, mas não têm muitas opções de conforto e manuseio. "Eles são muito bons para viajar, mas para o dia a dia, depende do ritmo de vida da família. Normalmente, são estreitos e desconfortáveis", explica a pediatra. Os carrinhos com três tipos de cadeirinha são os mais completos, pois têm o moisés (para recém-nascidos), o bebê-conforto (que usa-se até cerca de 1 ano), e a base normal, para as crianças até os 3 anos, normalmente. 
4

Carrinho de três rodas, ou para cooper

Os carrinhos de três rodas foram pensados para os pais que fazem cooper ou caminhadas empurrando seus bebês. As rodas são mais largas, reduzindo o impacto, e têm freio na alça de controle. Com o sucesso, adaptações para o uso cotidiano fizeram do modelo um hit. "Para correr com o bebê, é preciso que ele tenha mais de 6 meses, sem esquecer de verificar que o cinto está afivelado", afirma Milena. 
5

Carrinhos para gêmeos e irmãos

Não só nos carrinhos dos irmãos, mas em todos os modelos, é importante conferir se há espaço na base que permita colocar bolsas e outros acessórios com fácil acesso para não acordar o bebê caso precise de algo guardado e a criança esteja dormindo. "Os carrinhos para irmãos são muito grandes. É preciso ter um carro maior, verificar o tamanho do porta-malas e saber se ele cabe em casa. É uma proposta interessante, mas pode não ser prático se não for estritamente necessário", explica a pediatra. Vale lembrar que os modelos onde os dois bebês estão unidos pela lateral ocupam mais espaço do que a disposição de trenzinho: antes de se decidir, observe os caminhos por onde costuma andar, para não passar apertos.
6

Usar carrinho tem idade?

Até que idade a criança pode andar no carrinho infantil? Não há regras e cada mãe conhece melhor o seu bebê. "No Brasil, a maioria dos carrinhos é para crianças de até 3 anos. Em passeios mais longos e cansativos, como no shopping, ele é indicado, já que a criança tem que dormir, comer. Mas nos passeios mais curtos, acima dos 3 anos, não tem necessidade", diz Milena.

9 comentários:

  1. Fê...que carrinho super hiper, lindooo...adorei!
    E obrigada pelas dicas!
    Bjss
    http://agoraeuquerosermae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ahh, esse carrinho que está abaixo do bebê conforto é super legal e bonito. Adorei as dicas agora vou poder coloca-las em prática hahaha.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ehehehe...e agora mais ainda né?!
      Um beijo lindona

      Excluir
    2. Ahhh e Bru, é o mesmo carrinho, só que este embaixo está com o Moisés acoplado! bjks

      Excluir
  3. Otimas dicas...
    A escolha do carrinho pra mim nunca foi mto facil,rs
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nise nem deve ser né?!
      Afinal são nossos tesouros, a nossa coluna e tbm horas de passeio hehehe
      bjks

      Excluir
  4. no meu caso escolhi um que fosse compacto porém confortável, fácil de fechar, não fosse um trambolho e coubesse na mala do carro e tivesse bebe conforto tb.
    escolhi o b-agile da britax.

    www.umamenina.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brena vou dar uma olhadinha nesse, não conheço!
      Valeu a dica!
      bjks

      Excluir

Obrigada por visitar o meu cantinho, ler e comentar sobre o que tenho a dizer!
Beijos de uma mamãe apaixonada!