Google+ Badge

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Hematoma subcoriônico/descolamento ovular e Descolamento da placenta

O descolamento ovular ou hematoma subcoriônico, como é cientificamente chamado, é o acúmulo de sangue entre o útero e o saco gestacional no primeiro trimestre de gravidez até a 12° semana.
O descolamento ovular pode provocar sangramento vaginal, mas normalmente é absorvido pelo organismo da grávida até o 2° trimestre da gestação, acabando por desaparecer. Porém, quanto maior for o descolamento, maior o risco de aborto espontâneo.
Caso o hematoma seja confirmado através do exame de imagem, o médico irá orientar a grávida a usar Utrogestan (progesterona) e a repousar, beber muita água e evitar contato íntimo para que o hematoma não aumente e com isso haja menos risco de abortar.
Os sintomas muitas vezes invisíveis incluem cólica, dor abdominal e sangramento vaginal.
As causas do descolamento ovular na gravidez ainda não são totalmente conhecidas, mas sabe-se que não há nenhum comportamento da mulher que possa provocar ou evitar.
O problema maior é quando o descolamento ultrapassa 40% da área do saco gestacional, porém qualquer tamanho precisa ser cuidado.

O descolamento da placenta é a separação da placenta do útero e só acontece a partir das 20° semana de gestação, que é quando a placenta está completamente formada.
O descolamento da placenta pode ser perigoso para o bebê, o parto poderá ser prematuro ou até mesmo levá-lo a morte fetal.
Os sintomas do descolamento da placenta podem ser dores abdominais intensas, sangramento vaginal, dor na parte inferior das costas e contrações uterinas.
O tratamento do descolamento da placenta deve ser rápido e com a gestante no hospital. A cesariana de emergência é a indicação para salvar o feto.
O diagnóstico de descolamento da placenta é clínico, realizado pelo obstetra, mediante sinais e sintomas da gestante.
Por vezes, o descolamento da placenta e a placenta prévia são confundidos porque ambos podem provocar sangramento vaginal. No entanto, a realização do ultrassom exclui a possibilidade de placenta prévia.
As causas do descolamento da placenta podem ser, esforço físico intenso, quedas durante a gravidez,
acidente de carro, rompimento da bolsa antes da data prevista, excesso de líquido amniótico, gravidez de gêmeos ou de mais de 3 bebês, distúrbio na coagulação do sangue.
O descolamento da placenta pode ocorrer em qualquer grávida, mas há maiores chances de ocorrer naquelas que são diabéticas, pegam pesos ou possuem um trabalho fisicamente esgotante, usam drogas, têm pressão alta durante a gravidez, têm gravidez tardia, após os 40 anos de idade, possuem um mioma uterino.

Fonte:Tua Saúde


É isso gurias, espero ter esclarecido um pouco sobre esse pequeno incidente, por aqui seguimos pedindo ao pai para que nada de ruim nos aconteça, daqui pra frente será só alegria se Deus quiser!

Um beijão, baby e eu!

11 comentários:

  1. Otimo texto...é sempre bom estar informada,ne
    Eu ja passei pelas duas coisas...
    bjo

    ResponderExcluir
  2. Ai Nise, é chato né...a gente fica numa tensão que só.
    Mas acho que agora vai fiar tudo bem, torcendo sempre por isso!
    E vc logo estará com o seu baby aí na barriguinha bem saudável!
    bjs férteis!

    ResponderExcluir
  3. Ola amigas estou sete semanas e foi diagnosticado descolamento ovular ,tive casos sangramentos ,mas com fé em deus e repouso estou prosseguindo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Olá meu nome é miriane estou com 24 semanas e fiz uma eco e confirmou um descolamento d placenta de 1 cm estou de repouso mas ainda sinto cólicas e algum sangramento pequeno !!! Mas fé em deus q tudo vai dar certo!!!!!

      Excluir
  4. Olá meninas. Sou mãe de primeira viagem, descobri na quarta passada hj completo 7semanas e no sábado diz a usg e estou com descolamento ovular. O bebê está bem ouvi o coraçãozinho. Estou mega preocupada, mas tentando manter repouso absoluto como o médico recomendou e na segunda vou repetir a usg. Não tive sangramento algum. Tenho fé que na segunda estará tudo bem.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Olá a todas!Estou com 6 semanas e 5 dias e também fui diagnosticada com hematoma. Estou sangrando há duas semanas e em repouso, tomando duphaston. Obrigada ao blog pelas informações. São muito úteis para a gente se acalmar e nos orientar, até mesmo para saber o que perguntar ao médico.

    ResponderExcluir
  8. Estou com 11 semanas e estou com sangramento e um hematoma. Estou tomando ultragestan 3 vezes ao dia. Creio que ficará tudo bem.

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar o meu cantinho, ler e comentar sobre o que tenho a dizer!
Beijos de uma mamãe apaixonada!